BR448 - Caça-Níquel Salva-Vidas (#sqn)

Notícia:




"Para reduzir os índices de acidentes na ponte estaiada, que liga a Free Way à BR-448, o Dnit vai instalar no local em junho pardais no sentido interior - Porto Alegre. A decisão foi tomada após reunião nesta tarde (26) entre o Departamento e a Polícia Rodoviária Federal, sobre a segurança nas alças de acesso à ponte..."

Opa! Segura o tcham! um pouco. REDUZIR ACIDENTES COM PARDAL?

Esse CAÇA-NÍQUEL ajuda a PREVINIR ALGO?

Agora a vítima além de sofrer acidente podendo até morrer (como gostam de justificar tal ação) recebe uma multa junto.

Coitado do defunto: morre e ainda ganha uma dívida com o estado.

Ao longo de toda BR448, por quê colocar o equipamento de prevenção a acidentes, vulgo $Pardal$, APENAS na ponte estaiada no sentido Canoas-POA?

Acidentes, e alguns com morte,  tem ocorrido ao longo de TODO o trajeto.

Pensando nisso, busquei alguns acidentes graves que ocorreram apenas na região da ponte (mas há muitos outros ao longo da BR448):

:: Sentido Poa-Canoas

28/01/15

Os acidentes tem ocorrido nos dois sentidos da ponte.
Volto a perguntar: por quê colocar o equipamento de prevenção a acidentes, vulgo $Pardal$, APENAS na ponte estaiada no sentido Canoas-POA?

Ao invés de pensar em pegar os desatentos que vem em velocidade acima de 50km/h para poder "sacar" deles a "punição" por estarem em "alta velocidade", por que não gastar esse "investimento de prevenção contra acidentes" em:

- iluminação adequada (passei hoje é a ponte estava na escuridão);
- proteções mais eficientes nas curvas caso alguém perca o controle;
- sinalizadores e sonorizadores (não sei como se chamam) para colocar na pista e alertar o motorista distraído (curcurutos);
- funilzamento de 3 para 2 pistas ou 2 para 1 nas alças de acesso.



Isso sim PREVINE com segurança. Tirar $$$ das pessoas que passaram por descuido a mais de 50km/h não irá impedir o acidente. 

O objetivo é encher o cofre público ou salvar vidas?

iUrbe

0 comentários:

Postar um comentário

More

Whats Hot